Funcionários dos Correios rebatem afirmações sobre privatização - Itapetinga Acontece

Páginas

  • Quem Somos?
  • Associação divulga documento em que desmentem declarações efetuadas pelo governo Bolsonaro sobre situação da estatal



    Jornal GGN – A sucessão de matérias com declarações do governo federal, afirmando que a situação financeira dos Correios é calamitosa, levou a ADCAP (Associação dos Profissionais dos Correios) a desmentir cada uma das afirmações já usadas para justificar o plano de privatização da estatal.
    Um dos pontos rebatidos é a questão do prejuízo dos Correios, uma das razões mais usadas para a privatização. Segundo a ADCAP, a estatal fechou os últimos dois anos com lucro: R$ 667,308 milhões em 2017 e R$ 161,049 milhões em 2018.
    Considerando esses números, não é possível afirmar que o custo anual de manutenção dos Correios é de R$ 18 bilhões. A associação afirma que o valor representa a receita anual aproximada dos Correios, e é gerada pelas suas operações e não pelos cofres públicos.
    “Assim, apesar de a universalização do serviço postal no Brasil custar, pelos cálculos dos Correios, algo como R$ 8,5 bilhões por ano, não há nenhuma alocação de recursos públicos para cobrir isso, pois os Correios produzem suas próprias receitas e não dependem de repasses governamentais”, pontua a entidade. A íntegra do comunicado da ADCAP pode ser acessada aqui.

    Funcionários dos Correios rebatem afirmações sobre privatização

    Associação divulga documento em que desmentem declarações efetuadas pelo governo Bolsonaro sobre situação da estatal



    Jornal GGN – A sucessão de matérias com declarações do governo federal, afirmando que a situação financeira dos Correios é calamitosa, levou a ADCAP (Associação dos Profissionais dos Correios) a desmentir cada uma das afirmações já usadas para justificar o plano de privatização da estatal.
    Um dos pontos rebatidos é a questão do prejuízo dos Correios, uma das razões mais usadas para a privatização. Segundo a ADCAP, a estatal fechou os últimos dois anos com lucro: R$ 667,308 milhões em 2017 e R$ 161,049 milhões em 2018.
    Considerando esses números, não é possível afirmar que o custo anual de manutenção dos Correios é de R$ 18 bilhões. A associação afirma que o valor representa a receita anual aproximada dos Correios, e é gerada pelas suas operações e não pelos cofres públicos.
    “Assim, apesar de a universalização do serviço postal no Brasil custar, pelos cálculos dos Correios, algo como R$ 8,5 bilhões por ano, não há nenhuma alocação de recursos públicos para cobrir isso, pois os Correios produzem suas próprias receitas e não dependem de repasses governamentais”, pontua a entidade. A íntegra do comunicado da ADCAP pode ser acessada aqui.

    Comentários
    0 Comentários

    Nenhum comentário

    Redação Email:[email protected] Contato/ DDD 077 9 9117-0827