Elevador despenca do nono andar e mata quatro pessoas em Santos - Itapetinga Acontece

Páginas

  • Quem Somos?


  • Queda ocorreu no início da noite em um prédio na Rua Guararapes, na Vila Belmiro

    Um elevador desabou do nono andar de um prédio localizado no bairro da Vila Belmiro, em Santos, na noite desta segunda-feira (30). Segundo informações oficiais do Corpo de Bombeiros, quatro pessoas da mesma família morreram. As vítimas são a esposa e familiares de um militar da Marinha que trabalho no Porto de Santos. As causas da queda estão sendo apuradas pelas autoridades.
    A Tribuna On-line apurou que a queda do equipamento ocorreu em um edifício localizado na Rua Guararapes. O edifício, cosntruído em 1998, serve como residência para militares que atuam na Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP), no Porto de Santos. Segundo a Marinha, o elevador despencou às 19h30.
    Em nota, a Capitania informou que uma das vítimas é a esposa e mais três familiares de um militar que serve na CPSP. A Marinha lamentou o ocorrido e afirmou estar dando todo o suporte às famílias.
    Segundo testemunhas, havia pelo menos quatro pessoas dentro do elevador. O Corpo de Bombeiros afirmou que todas morreram. Segundo informações da Defesa Civil de Santos, o elevador que despencou era o de serviço. Ele estava no último andar, o nono, quando despencou até o térreo com ocupantes dentro.
    Além de viaturas dos bombeiros, equipes da Polícia Militar e da Defesa Civil do município foram acionados para o local.
    Os corpos das vítimas ainda não foram retirados do prédio, uma vez que a área foi isolada para trabalhos da perícia e da Polícia Científica. A Polícia Civil também foi acionada para o local. Além disso, por se tratar de um edifício sob responsabilidade da Marinha do Brasil, militares também foram deslocados.
    Em nota, a Prefeitura de Santos lamentou o ocorrido com o edifício Tiffany, que resultou na morte de quatro pessoas da mesma família.
    A administração afirmou que, além da Defesa Civil, um engenheiro da Secretaria de Infraestrutura e Edificações também foi ao local, acompanhado da equipe técnica da empresa que presta serviços de manutenção dos elevadores do prédio.
    Confira na íntegra a nota do Marinha do Brasil
    A Marinha do Brasil, por intermédio da Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP), informa com pesar a ocorrência de acidente com o elevador do Edifício Tiffany, Próprio Nacional Residencial de militares na cidade de Santos, que lamentavelmente vitimou a esposa e mais três familiares de um militar que serve na CPSP.

    Elevador despenca do nono andar e mata quatro pessoas em Santos



    Queda ocorreu no início da noite em um prédio na Rua Guararapes, na Vila Belmiro

    Um elevador desabou do nono andar de um prédio localizado no bairro da Vila Belmiro, em Santos, na noite desta segunda-feira (30). Segundo informações oficiais do Corpo de Bombeiros, quatro pessoas da mesma família morreram. As vítimas são a esposa e familiares de um militar da Marinha que trabalho no Porto de Santos. As causas da queda estão sendo apuradas pelas autoridades.
    A Tribuna On-line apurou que a queda do equipamento ocorreu em um edifício localizado na Rua Guararapes. O edifício, cosntruído em 1998, serve como residência para militares que atuam na Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP), no Porto de Santos. Segundo a Marinha, o elevador despencou às 19h30.
    Em nota, a Capitania informou que uma das vítimas é a esposa e mais três familiares de um militar que serve na CPSP. A Marinha lamentou o ocorrido e afirmou estar dando todo o suporte às famílias.
    Segundo testemunhas, havia pelo menos quatro pessoas dentro do elevador. O Corpo de Bombeiros afirmou que todas morreram. Segundo informações da Defesa Civil de Santos, o elevador que despencou era o de serviço. Ele estava no último andar, o nono, quando despencou até o térreo com ocupantes dentro.
    Além de viaturas dos bombeiros, equipes da Polícia Militar e da Defesa Civil do município foram acionados para o local.
    Os corpos das vítimas ainda não foram retirados do prédio, uma vez que a área foi isolada para trabalhos da perícia e da Polícia Científica. A Polícia Civil também foi acionada para o local. Além disso, por se tratar de um edifício sob responsabilidade da Marinha do Brasil, militares também foram deslocados.
    Em nota, a Prefeitura de Santos lamentou o ocorrido com o edifício Tiffany, que resultou na morte de quatro pessoas da mesma família.
    A administração afirmou que, além da Defesa Civil, um engenheiro da Secretaria de Infraestrutura e Edificações também foi ao local, acompanhado da equipe técnica da empresa que presta serviços de manutenção dos elevadores do prédio.
    Confira na íntegra a nota do Marinha do Brasil
    A Marinha do Brasil, por intermédio da Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP), informa com pesar a ocorrência de acidente com o elevador do Edifício Tiffany, Próprio Nacional Residencial de militares na cidade de Santos, que lamentavelmente vitimou a esposa e mais três familiares de um militar que serve na CPSP.

    Comentários
    0 Comentários

    Nenhum comentário

    Redação Email:[email protected] Contato/ DDD 077 9 9117-0827