Itapetinga Acontece


Buscando se adaptar às mudanças do cenário, a prefeitura de Itapetinga vem adequando as medidas de segurança à COVID-19.

Após reunião do Gabinete de Crise, o prefeito Rodrigo Hagge emitiu novo decreto.

Desta vez, a prefeitura estendeu o prazo de suspensão das atividades escolares até o dia 16 de abril. O decreto deixa claro que a rede municipal irá adequar o calendário para o cumprimento dos 200 dias letivos.
Sobre a atividade das empresas, o decreto liberou o funcionamento de lojas de material de construção, vidraçarias, marmoraria e os demais relacionados à cadeia produtiva de construção civil, além de lojas de autopeças, borracharias e afins; hotéis e pousadas e concessionárias de veículos.

Todas, devem respeitar as medidas de segurança expressas no documento.
A prefeitura está atenta às determinações da OMS e, principalmente, às demandas do município.

O trabalho vem sendo desenvolvido para proteger os cidadãos e manter, dentro do possível, a saúde econômica de Itapetinga.

DOE-ba_itapetinga-ed.2.313-ano.10Baixar


Prefeitura de Itapetinga

Itapetinga:Prefeitura emite novo decreto faz adequações às medidas preventivas

Proposta segue para a sanção do presidente da República

O Senado aprovou hoje (30) o projeto de lei que prevê a distribuição dos alimentos da merenda escolar aos estudantes que estão com as aulas suspensas. De autoria do deputado Hildo Rocha (MDB-MA), a matéria foi aprovada na Câmara na semana passada, e no Senado foi relatada pelo senador Rodrigo Cunha (PSDB-AL). O projeto segue agora para sanção presidencial.
A votação foi rápida, com a leitura do parecer pelo relator e, em seguida, a votação simbólica. Desde o dia 20 de março, as sessões são realizadas de forma remota. Apenas o presidente da sessão, senador Antonio Anastasia (PSD-MG), e o senador Weverton Rocha (PDT-MA) estavam nas dependências do Senado.
O texto aprovado determina que, em situações de emergência ou calamidade pública, “fica autorizada, em todo o território nacional, em caráter excepcional, a distribuição imediata aos pais ou responsáveis dos estudantes nelas matriculados, com acompanhamento pelo [Conselho de Alimentação Escolar] CAE, dos gêneros alimentícios adquiridos com recursos financeiros recebidos, nos termos desta Lei, à conta do [Programa Nacional de Alimentação Escolar] Pnae.”
“Muitos dos estudantes que dependem da merenda escolar como fonte de nutrientes diários, com as escolas fechadas, podem ficar sem comer, especialmente se consideramos a queda da renda familiar de grande parte da população”, disse Cunha em seu relatório.

Edição: Fernando Fraga

Senado aprova distribuição de merenda escolar aos estudantes sem aulas


Com a renovação do Decreto Municipal que mantém o comércio parcialmente fechado, o movimento de pessoas continua reduzido no Centro de Vitória da Conquista. Entretanto, as agências bancárias são uma exceção à regra.
Demonstrando o descaso do setor pela sociedade, os bancos continuam promovendo o atendimento presencial e a consequente aglomeração de pessoas, o que põe em risco a saúde dos trabalhadores bancários e dos clientes.
Especialistas de todo o mundo afirmam que o distanciamento social é uma das medidas mais eficientes para combater a propagação do Covid-19 e o colapso do sistema de saúde. Por este motivo, o Sindicato dos Bancários de Vitória da Conquista e Região encaminhou, no dia 23, um ofício à Prefeitura solicitando a proibição do atendimento presencial nas agências, com a manutenção da compensação bancária, redes de cartões de crédito e débito, caixas bancários eletrônicos e outros serviços não presenciais. Contudo, até o momento, nada foi feito para impedir a concentração de pessoas nas filas.
“Mesmo com a renovação do decreto de fechamento do comércio, a administração municipal continua mantendo a postura de falta de compromisso com a saúde de bancários e clientes. Apesar de termos protocolado na Prefeitura, no dia 23, um pedido de suspensão do atendimento presencial nas agências, se restringindo apenas aos serviços essenciais, até hoje não tivemos resposta. Vamos seguir acompanhando e pressionando para que a para que a saúde e a vida sejam tratadas como prioridade sobre o lucro”, afirma Leonardo Viana, presidente do Sindicato dos Bancários.
Sindicato dos Bancários de Conquista

Aglomerações se formam nas agências bancárias de Vitória da Conquista

Benefícios foram estendidos a trabalhadores com contrato intermitente inativo, ou seja, não estão sendo convocados; Sanção por Bolsonaro deve acontecer hoje


Em meio ao avanço do novo coronavírus no Brasil, o Senado Federal aprovou nesta segunda-feira, 30, por unanimidade, o projeto que repassa um auxílio para trabalhadores informais, intermitentes inativos e microempreendedores individuais (MEIs).
Na redação do texto final, o relator, o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), acrescentou os intermitentes inativos como elegíveis para conseguir o benefício por texto de redação, ou seja, a proposta não precisará voltar à Câmara dos Deputados, que já a aprovou na semana passada.
“Esses trabalhadores estavam em uma espécie de limbo”, diz Vieira. O parlamentar explicou que, apesar de o projeto se destinar àqueles que estão em situação de fragilidade por não poder trabalhar, o texto da Câmara vedava o recebimento do auxílio emergencial por quem tem emprego formal. Nesse caso, não levava em conta os intermitentes inativos, ou seja, aqueles que têm um vínculo de trabalho, mas não estão sendo chamados por falta de demanda.
Os senadores validaram o PL 1.066/2020, que ficou conhecido como coronavoucher. O benefício emergencial base será de 600 reais para aqueles que se encaixarem nas regras (veja detalhes abaixo). No caso de mulheres provedoras de família, a cota será dobrada e chegará a 1.200 reais. Agora, o texto vai para sanção do presidente Jair Bolsonaro ainda no dia de hoje.
Desde a última semana, governo e parlamentares têm discutido como a medida será operacionalizada, uma vez que não há um cadastro único de trabalhadores informais no país.
Em entrevista coletiva nesta segunda-feira, 30, o secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Oliveira, defendeu usar “toda a rede de assistência social e know-how de programas públicos que se tem no Brasil”, como INSS, CadÚnico, para encontrar os informais.
De acordo com o texto aprovado, os valores serão pagos durante três meses, podendo ser prorrogados enquanto durar a calamidade pública devido à pandemia do novo coronavírus, que já deixou 159 mortos e registrou mais de 4.579 casos confirmados da doença.

Mais discussões

Em reunião nesta manhã, líderes partidários anteciparam que a votação de hoje do projeto seria apenas com acréscimo de emendas de redação do texto.
Segundo o primeiro vice-presidente do Senado, Antonio Anastasia (PSD-MG), emendas de mérito e outras sugestões de senadores para ampliar o benefício para outras categorias como pescadores sazonais e motoristas de aplicativo serão discutidos na terça-feira (31), quando será debatido um “projeto complementar da renda mínima”.

Quem pode receber o coronavoucher

Para ter acesso ao auxílio emergencial a pessoa deve cumprir, ao mesmo tempo, cinco requisitos: ter mais de 18 anos; não ter emprego formal; não receber benefício previdenciário ou assistencial, que não seja o Bolsa Família; ter renda familiar mensal per capita de até meio salário mínimo (522,50 reais) ou renda familiar mensal total (tudo o que a família recebe) de até três salários mínimos (3.135,00 reais); e não ter recebido rendimentos tributáveis, em 2018, acima de 28.559,70 reais.

Senado aprova auxílio de R$ 600 contra covid-19 e inclui intermitentes


Dois tuítes publicados na conta oficial do presidente Jair Bolsonaro, em que ele questionava as medidas de isolamento social para conter a propagação do novo coronavírus, foram apagadas pela plataforma na noite deste domingo, sob o argumento de que violavam as regras desta rede social.
Bolsonaro havia publicado três vídeos em que desrespeitava as orientações do Ministério da Saúde e passeava, neste domingo, por Brasília, aproximando-se de apoiadores, e reforçando seu chamado para romper a quarentena. Duas das três publicações foram apagadas esta noite.
“O Twitter anunciou recentemente, em todo o mundo, a expansão de suas regras para abranger conteúdos que forem eventualmente contra informações de saúde pública orientadas por fontes oficiais e possam colocar as pessoas em maior risco de transmitir a Covid-19”, diz um comunicado da plataforma.

“O que eu tenho conversado com o povo é que eles querem trabalhar. Vamos tomar cuidado, maior de 65 fica em casa”, diz Bolsonaro a um vendedor ambulante em um dos vídeos apagados. “A morte está aí, mas se Deus quiser. Só não pode ficar parado, se não morrer da doença, vai morrer de fome, responde o vendedor a Bolsonaro, que afirma: “Não vai morrer.”
O presidente, 65, também promoveu o uso da hidoxicloroquina para tratar a Covid-19. Apoiando-se em “um estudo de uma entidade francesa”, Bolsonaro afirmou que o remédio “é uma realidade”. Consultada, sua assessoria não informou a qual estudo Bolsonaro fez referência.
Em um quarto vídeo publicado, o presidente questiona a quarentena defendida por governadores e alguns prefeitos como medida para evitar a propagação do vírus: “Esse isolamento horizontal, se continuar assim, lá na frente, com a brutal quantidade de desemprego, teremos um problema seríssimo e vai levar anos para ser resolvido”, diz Bolsonaro, nos arredores da residência oficial.
“O Brasil não pode parar. Se o Brasil parar, vira uma Venezuela”, afirma, posteriormente. “Vamos enfrentar o vírus com a realidade, é a vida, todos nós devemos morrer um dia.”

Twitter apaga publicações em que Bolsonaro questionava isolamento social



O coronavírus (COVID-19) trata-se de um vírus que causa uma doença respiratória semelhante à gripe e tem sintomas como a tosse, a febre e, em casos graves causa  pneumonia.

Para se proteger é necessário lavar as mãos com frequência e evitar tocar no rosto.

No vídeo abaixo,tem uma explicação lógica que poderá retirar todas as suas dúvidas....
É como se estivéssemos em um enorme navio Titanic onde tem um iceberg á frente e estamos em alta velocidade tentando frear.

Vídeo postado no Youtube/ Canal Nostalgia


 Veja outras respostas que não entraram nesse vídeo - http://bit.ly/PerguntasERespostasCovid19
- Como receber sua RENDA BÁSICA - http://bit.ly/DetalhesSobreARendaBasica


O pior está por vir: As maiores dúvidas sobre o Coronavírus,video


A Bahia registra 156 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19), o que representa 3,8% do total de casos notificados. Até o momento, 1388 casos foram descartados e houve um óbito confirmado. Trata-se de paciente do sexo masculino, 74 anos, residente em Salvador, que estava internado em hospital da rede privada, com comorbidades associadas. Este número contabiliza todos os registros de janeiro até as 17 horas deste domingo (29). Ao todo, 17 pessoas estão curadas e 18 encontram-se internadas, sendo 8 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI).
Estes números representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA) em conjunto com os Cievs municipais.
Dentre os casos confirmados, 54,49% são do sexo feminino e 45,51% do sexo masculino. Foi registrado o primeiro caso confirmado em uma criança de 2 anos de idade, que encontra-se em bom estado de saúde. O coeficiente de incidência por 100.000 habitantes foi maior na faixa de 70 a 79 anos (2,80) , indicando o maior risco de adoecer entre os idosos
Ressaltamos que os números são dinâmicos e na medida em que as investigações clínicas e epidemiológicas avançam, os casos são reavaliados, sendo passíveis de reenquadramento na sua classificação. Outras informações em www.saude.ba.gov.br/coronavirus.
Para acessar o boletim completo, clique aqui.
Diagnóstico laboratorial de infecção pelo SARS-CoV-2
Pacientes com suspeita de COVID-19 devem ter amostras coletadas e enviadas para o Lacen-BA quando estiverem em um dos seguintes critérios abaixo-relacionados:
1. Pacientes com sinais de gravidade, Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) ou internados;
2. Pacientes sem sinais de gravidade contactantes de caso de COVID-19 suspeito ou confirmado, ou com histórico de viagem recente ao exterior em países com circulação do SARS-CoV2, e regiões do país com transmissão comunitária sustentada;;
3. Profissionais de saúde com sintomas respiratórios suspeitos de COVID-19;
4. Gestantes com sintomas respiratórios suspeitos de COVID-19;
5. Pessoas com febre, suspeitas de infecção, triadas nos Aeroportos, Portos e nas Estradas
Observação: pacientes que não se enquadrem nas situações acima não têm indicação para coleta de amostras.


Bahia tem 156 casos confirmados de Covid-19

    Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil
O Brasil registrou neste domingo (29) 4.256 casos confirmados de coronavírus. De acordo com as informações repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde de todo o país até as 16h, o número de óbitos aumentou de 114 para 136 em 24h.
As mortes estão localizadas nos estados do Amazonas (1), Bahia (1), Ceará (5), Pernambuco (5), Piauí (1), Rio Grande do Norte (1), Rio de Janeiro (17), São Paulo (98), Distrito Federal (1), Goiás (1), Paraná (2), Santa Catarina (1) e Rio Grande do Sul (2).
Para manter a população informada a respeito dos casos e óbitos, o Ministério da Saúde atualiza diariamente os dados na plataforma de dados do coronavírus. O painel traz as informações e permite uma análise do comportamento do vírus com o passar do tempo, além de um gráfico de dados acumulados apontando a curva epidêmica da doença.
A plataforma está disponível para livre acesso no endereço: covid.saude.gov.br

Brasil registra 4.256 casos confirmados de coronavírus e 136 mortes da doença



A Caixa se prepara para lançar uma conta digital para dar agilidade ao repasse do dinheiro prometido aos brasileiros mais vulneráveis à crise do coronavírus. 

A operacionalização do pagamento, que pode alcançar mais de 30 milhões de pessoas, é o maior desafio do governo. A direção do banco estatal espera bancarizar ao menos 10 milhões de brasileiros através da tecnologia, com custo operacional menor.

As lotéricas devem ser usadas para atender aos trabalhadores que podem receber o auxílio e não tem conta na Caixa, ou qualquer outra instituição financeira. Nos cálculos do  Ministério da Economia, o repasse mensal de R$ 600, o chamado "coronavoucher", deverá custar R$ 45 bilhões ao governo. 

O anúncio da conta digital será feito apenas quando a Caixa já estiver pronta para começar a operação, o que deve ocorrer depois da medida emergencial ter sido aprovada pelo Congresso Nacional. 

Os recursos serão destinados aos trabalhadores informais e aqueles que aguardam na fila de espera do INSS para receber o BPC.  O benefício já foi aprovado na Câmara e agora depende da aprovação do Senado Federal, o que deve acontecer na próxima semana.

Fonte: CNNBrasil


Caixa vai lançar conta digital para repasse dos R$ 600 do “coronavoucher”

"Estou me recuperando bem,não tenho mais nenhum dos sintomas"....

"Estou me recuperando bem,não tenho mais nenhum dos sintomas"....
O ex-prefeito e pré-candidato ,da cidade de Itororó-Bahia, Adroaldo Almeida do PT,  aparece em um vídeo dirigido à população de Itororó,aos amigos e familiares.

O vídeo foi compartilhado e divulgado nas redes sociais ao qual ele diz que testou positivo para o coronavírus Covid-19.

O vídeo foi postado No sábado onde ele diz:..."Eu sou Adroaldo almeida e testei positivo para o coronavírus,entretanto estou me recuperando bem,não tenho mais nenhum dos sintomas....isso começou no dia 20 de março,e desde esse dia eu não saí mais de minha casa,nem de dentro do meu quarto,não tive mais contato com ninguém a não ser a minha família...e o serviço de saúde do município de Itororó"....


Vamos assistir ao vídeo....


EX PREFEITO DE ITORORÓ EM VÍDEO ANUNCIA QUE TESTOU POSITIVO PARA CORONAVÍRUS

Ressaltamos que os números são dinâmicos e na medida em que as investigações clínicas e epidemiológicas avançam, os casos são reavaliados, sendo passíveis de reenquadramento na sua classificação. Outras informações em www.saude.ba.gov.br/coronavirus.
Diagnóstico laboratorial de infecção pelo SARS-CoV-2
Pacientes com suspeita de COVID-19 devem ter amostras coletadas e enviadas para o Lacen-BA quando estiverem em um dos seguintes critérios abaixo-relacionados:
1. Pacientes com sinais de gravidade, Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) ou internados;
2. Pacientes sem sinais de gravidade contactantes de caso de COVID-19 suspeito ou confirmado, ou com histórico de viagem recente ao exterior em países com circulação do SARS-CoV2, e regiões do país com transmissão comunitária sustentada;;
3. Profissionais de saúde com sintomas respiratórios suspeitos de COVID-19;
4. Gestantes com sintomas respiratórios suspeitos de COVID-19;
5. Pessoas com febre, suspeitas de infecção, triadas nos Aeroportos, Portos e nas Estradas
Observação: pacientes que não se enquadrem nas situações acima não têm indicação para coleta de amostras.
A Bahia registra 127 casos confirmados de coronavírus (Covid-19), o que representa 3,1% do total de casos notificados. Até o momento, 1380 casos foram descartados e não há óbitos. Este número contabiliza todos os registros de janeiro até as 17 horas deste sábado (28). Ao todo, 17 pessoas estão curadas e 14 encontram-se hospitalizadas.
Estes números representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA) em conjunto com os Cievs municipais.
Dentre os casos confirmados, 58,3% são do sexo feminino e 41,7% do sexo masculino. A faixa etária mais acometida foi a de 30 a 39 anos, representando 25,98% do total. Porém, o coeficiente de incidência por 100.000 habitantes foi maior na faixa de 70 a 79 anos (2,37) seguida da faixa de 80 e mais (1,59), indicando o maior risco de adoecer entre os idosos.

Observação: pacientes que não se enquadrem nas situações acima não têm indicação para coleta de amostras.

Bahia registra 127 casos confirmados de Covid-19

O político pediu desculpas após medida tornar a província da Itália a mais atingida pelo coronavírus

     PREFEITO DE MILÃO, GIUSEPPE SALA. FOTO: AFP.
O prefeito de Milão, Giuseppe Sala, pediu desculpas, nesta quinta-feira 26, por ter apoiado a campanha “Milão não para”, que foi lançada há um mês e estimulou os moradores da cidade a continuar as atividades econômicas e sociais, mesmo com a pandemia do novo coronavírus.

“Muitos se referem àquele vídeo que circulava com o título #MilãoNãoPara. Eram 27 de fevereiro, o vídeo estava explodindo nas redes, e todos o divulgaram, inclusive eu. Certo ou errado? Provavelmente errado”, reconheceu Giuseppe Sala, em entrevista a uma emissora italiana.

No início da divulgação da hashtag na internet, em 26 de fevereiro, a Lombardia, região setentrional da Itália, tinha 258 pessoas infectadas pelo vírus, e o país inteiro contabilizava 12 mortes.
Hoje, Milão é a província da Itália mais atingida pela Covid-19, registrando 32.346 casos de pessoas contaminadas e 4.474 óbitos, de acordo com balanço da Defesa Civil divulgado nesta quinta-feira.
Com 8.165 mortes, a Itália é o país mais afetado pela pandemia de Covid-19, à frente da Espanha (4.858) e China (3.292), o foco inicial da doença.tativos, a cidade abriga 40,1% da população italiana acometida pela doença, representando 54,4% das mortes no país.

Prefeito de Milão admite erro da campanha #MilãoNãoPara

De acordo com a imprensa internacional, norte-americano teve complicações em decorrência da COVID-19




O ator Mark Blum, de 69 anos, morreu nesta quinta-feira (26). A causa da morte do norte-americano, que ficou conhecido nos cinemas pelos seus papéis em "Procura-se Susan Desesperadamente" (1985), "Crocodilo Dundee" (1986) e "Encontro às Escuras" (1987), foi em decorrência de complicações causadas pelo coronavírus (COVID-19), de acordo com a imprensa internacional.

A informação foi confirmada pelo seu empresário ao jornal “The Independent”. Um dos trabalhos recentes de Blum foi na série “You”, transmitida pela Netflix. Na ocasião, o ator foi a grande estrela, vivendo o Sr. Mooney. 

O teatro Playwrights Horizons, em Nova York, fez uma homenagem a Mark Blum no Twitter. 

"Com amor e corações pesados, a Playwrights Horizons faz tributo a Mark Blum, um amigo querido de longa data e um artista consumado que morreu esta semana. Obrigado, Mark, por tudo que você trouxe ao nosso teatro, e aos teatros e audiências de todo o mundo. Vamos sentir sua falta”, publicou.
 

O que é o coronavírus?

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Como a COVID-19 é transmitida?

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o coronavírus é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.



 

Mark Blum, ator de Crocodilo Dundee, morre aos 69 anos em função do coronavírus

Será feita ainda aferição de temperatura corporal e pressão arterial, como também a distribuição de kits de higienização


Caminhoneiros e outros profissionais de transportes receberão orientações, a partir de hoje (27), quanto às condutas preventivas ao Covid-19.
A Superintendência da Polícia Rodoviária Federal na Bahia participará de ação integrada, em parceria com o Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SEST/SENAT) e a concessionária ViaBahia.
Além das orientações, será feita a aferição de temperatura corporal e pressão arterial, como também a distribuição de kits de higienização.
A estrutura da PRF servirá também de ponto de apoio aos caminhoneiros e profissionais do transporte, com fornecimento disponibilização de lanches, em parceria com a ViaBahia, que serão realizados em dias alternados, nas Delegacias de Feira de Santana e Vitória da Conquista, de amanhã (28) a 10 de abril.
Hoje, as ações acontecerão na BR-324, no posto de combustíveis “São Gonçalo I”, localizado no Km 530 da BR-324, distrito de Humildes, em Feira de Santana (BA), assim como na Delegacia da PRF em Simões Filho (BA) no KM 604.
Já na BR-116, dois pontos estarão à disposição dos motoristas: no Posto Fiscal Benito Gama, localizado no Km 836 e no posto de combustíveis “São Jorge”, no Km 804. Na BR-101, as ações serão em Itabuna, das 15h às 19h, na Delegacia da PRF no Km 503.


Equipes orientam caminhoneiros sobre medidas de proteção ao coronavírus em rodovias federais

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), durante a sessão sobre o 'coronavoucher'

    Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados

A Câmara dos Deputados aprovou, na noite desta quinta-feira (26), o pagamento do benefício apelidado de "coronavoucher", no valor de R$ 600.

Mães solteiras poderão receber duas cotas do auxílio, chegando a R$ 1.200. A matéria ainda vai passar pelo Senado Federal.
A votação foi simbólica, sem contagem dos votos, mas o projeto foi aprovado de forma unânime, de acordo com a indicação dos partidos.

O "coronavoucher" foi incluído na proposta que altera o pagamento do Benefício de Prestação Continuada (BPC) como um auxílio mensal para trabalhadores autônomos, informais e sem renda fixa durante a crise econômica gerada pela pandemia do novo coronavírus.

Terá direito ao 'coronavoucher' o microempreendedor individual ou trabalhador informal inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do governo até 20 de março de 2020 e que tenha mais de 18 anos; não seja titular de benefício previdenciário ou assistencial, beneficiário do seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família; tenha renda mensal per capita de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos; e que não tenha recebido em 2018 rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70.

Planalto mudou posição

Na semana passada, a ideia da equipe econômica do governo era mandar um projeto próprio, com o "coronavoucher" no valor de R$ 200. No entanto, o valor foi considerado baixo pelos partidos do Centrão e da oposição, que decidiram incluir o benefício no projeto de lei do BPC que já tramitava na Casa e, assim, acelerar sua aprovação. O Palácio do Planalto tentou ainda negociar o auxílio no valor de R$ 300, mas não conseguiu.

Durante a tarde desta quinta-feira, já havia maioria firmada entre os deputados para aprovação do coronavoucher de R$ 500. Ciente da derrota, o Executivo entrou em ação e resolveu negociar com os parlamentares.

Por volta das 19h30, coube ao líder do governo na Câmara, Vitor Hugo (PSL-GO), anunciar que o Planalto agora apoiava o projeto e que o valor subiria para R$ 600. Em seu discurso, o líder disse ainda que se tratava de “uma vitória do governo, do Congresso Nacional e de todo o Brasil”.
Ao fim da votação, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), destacou o acordo firmado pouco antes entre o governo federal e a Casa, e pediu uma maior cooperação entre os poderes.

“Espero que daqui para a frente possamos dialogar e que, mesmo com divergências, possamos construir o melhor caminho para salvar vidas e preservar empregos”, completou.

cnnbrasil

Câmara aprova 'coronavoucher' de R$ 600; mães 'solo' poderão ganhar R$ 1.200

Ele está internado na UTI da Santa Casa de Misericórdia da cidade

Internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, o ex-deputado estadual e pré-candidato a prefeito da cidade pelo PSD, Augusto Castro, testou positivo para o novo coronavírus. A informação é do site Políticos do Sul da Bahia.
Ele foi internado na quarta-feira (25) com sintomas do novo coronavírus.
Conforme a unidade de saúde, quando deu entrada no Santa Casa, Castro apresentava “sinais de desconforto respiratório”. O ex-deputado permanece sedado, com suporte ventilatório insasivo, continua o boletim, devido às dificuldades respiratórias.

Itabuna:Ex-deputado Augusto Castro testa positivo para novo coronavírus

As declarações deste último pronunciamneto de Bolsonaro imediatamente provocaram repúdio de congressistas, governadores, no Judiciário e em diferentes setores da sociedade

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A SBI (Sociedade Brasileira de Infectologia) reagiu com preocupação ao pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na noite de quarta (24). Bolsonaro criticou o isolamento e quarentena promovidos pelos estados na tentativa de conter a expansão das infecções por coronavírus.

Após ataques do presidente a governadores, à imprensa e medidas adotadas por ao menos uma centena de países, a SBI apontou que é "temerário" associar as mortes de idosos na Itália ao clima frio.

"Tais mensagens podem dar a falsa impressão à população que as medidas de contenção social são inadequadas e que a COVID-19 é semelhante ao resfriado comum, esta sim uma doença com baixa letalidade. [...] A pandemia é grave, pois até hoje já foram registrados mais de 420 mil casos confirmados no mundo e quase 19 mil óbitos, sendo 46 no Brasil", diz comunicado.

A organização, entretanto, elogia o trabalho do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, " cujas ações têm sido de grande gestor na mais grave epidemia que o Brasil já enfrentou em sua história recente".

Apesar de demonstrar preocupação com a situação econômica do país, a SBI ressalta que o isolamento social é fundamental para conter a disseminação do vírus.

"As medidas de maior ou menor restrição social vão depender da evolução da epidemia no Brasil e, nas próximas semanas, poderemos ter diferentes medidas para regiões que apresentem fases distantes da sua disseminação."

A recomendação final da SBI é a que tem se disseminado pelo país e pelo mundo: fique em casa.

A Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia disse, em nota divulgada nesta quarta (25), que ações que abrandem o isolamento social serão "extremamente" prejudiciais para o combate ao coronavírus. "Salientamos que a maioria dos países adotam a mesma estratégia de contenção, apresentando sucesso. Seremos militantes do nosso posicionamento para o bem dos idosos e da população brasileira", diz o texto.

Infectologistas se dizem preocupados com discurso de Bolsonaro


Em seu terceiro pronunciamento desde que surgiu o surto do Coronavírus (COVID-19),o presidente da república Jair Messias Bolsonaro fez um pronunciamento em rede de Rádio e TV na noite de terça-feira dia (24) para orientar a população sobre as medidas que o governo federal vem tomando ou irá tomar para enfrentar a epidemia do coronavírus.

Em suas falas o presidente pede a "reabertura do comércio e das escolas e o fim do confinamento" pediu calma à população e fez uma homenagem aos profissionais de saúde que trabalham dia e noite no atendimento dos pacientes,assista ao vídeo e tire suas próprias conclusões.



Assistir no Youtube

Pronunciamento do presidente da República, Jair Messias Bolsonaro

Projeto já anunciado pelo Ministério da Economia ainda precisa ser apreciado pela Câmara e pelo Senado; previsão é que 20 milhões de pessoas sejam beneficiadas


    (Imagem reprodução/internet)

Como uma das medidas de tentar minimizar as consequências econômicas geradas pela pandemia de coronavírus, o ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou na última quarta-feira (18) a concessão de auxílio emergencial no valor de R$ 200 mensais para trabalhadores de baixa renda que atuam no mercado informal, sejam microempreendedores individuais (MEIs) ou estejam desempregados. O auxílio seria concedido por três meses, com uma previsão de gasto de R$ 15 bilhões e expectativa de atingir até 20 milhões de pessoas. 
A proposta ainda precisa ser apreciada pela Câmara dos Deputados e pelo Senado Federal antes de entrar em vigor. O texto do projeto ainda não foi divulgado, entretanto alguns pontos já foram anunciados pelo ministro da Economia. Entenda como funcionaria: 
Direito ao auxílio emergencial
Podem receber o auxílio emergencial pessoas que trabalham no mercado informal, microempreendedores individuais (MEIs) ou desempregados, que sejam maiores de 18 anos e estejam registrados no Cadastro Único (CadÚnico), do Ministério da Cidadania. O CadÚnico lista as pessoas de baixa renda que atendem aos critérios para receber benefícios sociais. Segundo o ministério, caso a pessoa tenha outros benefícios, como Bolsa Família, aposentadoria, Benefício de Prestação Continuada (BPC), pensão ou seguro-desemprego, está impedida de receber o auxílio emergencial.
CadÚnico
Utilizado como forma de ingresso para o recebimento de benefícios sociais, o CadÚnico reúne informações e identifica as famílias de baixa renda no Brasil. De acordo com o Ministério da Cidadania, podem se inscrever famílias que possuam renda mensal por pessoa de até meio salário mínimo  (R$ 522,50) ou que possuam renda familiar total de até três salários mínimos (R$ 3.135). 
Auxílio emergencial
De acordo com o Ministério da Cidadania, estar no CadÚnico não significa ter cadastro automático nos programas sociais. A pasta afirma que cada programa social tem critérios específicos estabelecidos. Atualmente, 14 milhões de pessoas estão no CadÚnico. Apesar disso, o governo federal diz que nem todos cumprem os critérios necessários para receber o auxílio emergencial.  
Não inscritos
As famílias que não estão inscritas atualmente no CadÚnico e pretendem solicitar o auxílio emergencial devem aguardar. De acordo com o Ministério da Economia, será criado um site para que as famílias interessadas façam o cadastro. Ainda não há previsão de quando o site estará pronto.
Pagamento
Ainda não há previsão para início do pagamento do auxílio emergencial, entretanto o ministro da Economia, Paulo Guedes, revelou que o valor, segundo o projeto, será depositado diretamente na conta do trabalhador.
Congresso
Antes de entrar em vigor, o projeto para a concessão de auxílio emergencial a famílias de baixa renda precisa passar por apreciação da Câmara dos Deputados e do Senado Federal
Alerta
Após o anúncio do auxílio emergencial, mensagens com links para solicitação do benefício começaram a circular nas redes sociais, mas elas são falsas. Nessa segunda-feira (23), o Ministério da Economia utilizou as redes sociais para alertar a população sobre essas postagens. “O governo federal não está fazendo recadastramentos. Não clique nesses links. Eles foram feitos para roubar dados. Informações oficiais você encontra nos portais e redes sociais do governo”, escreveu a pasta.

Auxílio emergencial: saiba quem teria direito ao benefício do governo federal

A prefeitura de Itapetinga está contratando novos profissionais de saúde para auxiliarem no combate ao Coronavírus (COVID-19).

ENVIE o currículo para o  email:[email protected]


Serão cerca de mais 30 trabalhadores (entre médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem) imbuídos na proteção de Itapetinga, na busca incessante por blindar a nossa cidade do vírus que tem matado milhares de pessoas em todo o mundo.

Os novos contratados reforçarão as equipes na construção da barreira sanitária – montadas nas três entradas do município – e no trabalho de contingenciamento.

Interessados, enviar currículo para [email protected]

Entenda a barreira 

As barreiras serão montadas nas rodovias que ligam Itapetinga a Itororó, Itambé e Macarani a fim de averiguar possíveis sintomáticos.

Os veículos que não têm Itapetinga como destino e que possuem passageiros com sintomas serão escoltados até a última saída. Aqueles com itapetinguenses sintomáticos serão encaminhados para monitoramento e posterior isolamento.

A medida visa maior controle de quem chega ao município e orientação de prevenção à doença.



Prefeitura Itapetinga


Itapetinga:Prefeitura contrata profissionais de saúde para reforçar o combate ao COVID-19


Em geral, as guarnições da Polícia Militar lotada nas 13 cidades de responsabilidade da 8ª CIPM estão auxiliando a prefeitura para o cumprimento do fechamento das casas comerciais e no diálogo com a população para impedir que haja aglomeração.

Além disso, em Ibicuí, dentre outras ações, a guarnição está atuando em apoio a barreira sanitária que está sendo realizada em uma das entradas do município. E, em Itororó, a guarnição também está em apoio a operação da Secretaria Municipal de Saúde em abordagens aos ônibus que estão desembarcando na cidade – os funcionários da Secretaria de Saúde estão aferindo a temperatura e coletando os dados sobre locais de destino.






AÇÕES DA POLÍCIA MILITAR NO COMBATE AO CORONAVÍRUS