PM baiano fica em 5° lugar no Campeonato Mundial de Judô - Itapetinga Acontece

Páginas

  • Quem Somos?
  •                                           Foto: Fotos: Federação Internacional de Judô (IJF)



    O soldado do Esquadrão de Polícia Montada (Cavalaria) da PM de Itabuna, Paulo Ricardo Alves, 31 anos, garantiu o 5° lugar, no Campeonato Mundial de Judô, realizado em Portugal, na sexta-feira (22). O militar baiano lutou com os principais judocas do mundo, na categoria 73 kg.




    Logo na primeira disputa, o brasileiro enfrentou o russo Vladimir Kobzar - atleta de carreira olímpica, com títulos mundiais e europeus. O PM acabou perdendo, foi para a repescagem e chegou até a disputa da medalha de bronze. Ele enfrentou o mongol Thumunk Bradakh mas, após um erro de estratégia, acabou perdendo.



    Ser o quinto melhor do mundo é uma vitória. Não fiquei ansioso nem com medo em momento algum. Pelo contrário. As minhas derrotas foram por punições simples, mas, consegui manter a calma e dei o meu melhor”, contou.



    O atleta embarcou para Portugal na última segunda-feira (18), onde fez uma quarentena e testes, por conta da covid-19. O PM baiano treinou com a equipe de judô do Sport Lisboa e Benfica, além de colegas da Seleção Brasileira.


    Eles foram tão atenciosos e me fizeram propostas tentadoras [risos]. Agora vou me preparar para o próximo mundial, que acontecerá na Polônia, na cidade de Cracóvia, em 2022”, comentou o PM.




    Ascom / Rafael Rodrigues




    PM baiano fica em 5° lugar no Campeonato Mundial de Judô

                                              Foto: Fotos: Federação Internacional de Judô (IJF)



    O soldado do Esquadrão de Polícia Montada (Cavalaria) da PM de Itabuna, Paulo Ricardo Alves, 31 anos, garantiu o 5° lugar, no Campeonato Mundial de Judô, realizado em Portugal, na sexta-feira (22). O militar baiano lutou com os principais judocas do mundo, na categoria 73 kg.




    Logo na primeira disputa, o brasileiro enfrentou o russo Vladimir Kobzar - atleta de carreira olímpica, com títulos mundiais e europeus. O PM acabou perdendo, foi para a repescagem e chegou até a disputa da medalha de bronze. Ele enfrentou o mongol Thumunk Bradakh mas, após um erro de estratégia, acabou perdendo.



    Ser o quinto melhor do mundo é uma vitória. Não fiquei ansioso nem com medo em momento algum. Pelo contrário. As minhas derrotas foram por punições simples, mas, consegui manter a calma e dei o meu melhor”, contou.



    O atleta embarcou para Portugal na última segunda-feira (18), onde fez uma quarentena e testes, por conta da covid-19. O PM baiano treinou com a equipe de judô do Sport Lisboa e Benfica, além de colegas da Seleção Brasileira.


    Eles foram tão atenciosos e me fizeram propostas tentadoras [risos]. Agora vou me preparar para o próximo mundial, que acontecerá na Polônia, na cidade de Cracóvia, em 2022”, comentou o PM.




    Ascom / Rafael Rodrigues




    Comentários
    0 Comentários

    Nenhum comentário

    Redação Email:[email protected] Contato/ DDD 077 9 9117-0827