Páginas

  • Quem Somos?
  • O casal do ES estava comemorando o casamento no país, mas acabou vivendo momentos de medo


       


    O empresário José Lucas Moulaes Figueiredo, de 29 anos, e a médica Amanda Cavalcante Lozer, de 25, viveram momentos de medo durante uma viagem para a Colômbia. Na última quinta-feira (28), o casal, que é do Espírito Santo e atualmente mora em Campinas, São Paulo, fazia um passeio de paraquedas, rebocado por uma lancha, quando uma tempestade se aproximou e a corda do equipamento se rompeu, fazendo com que eles caíssem no mar.


    Todo acidente foi gravado por José Lucas (veja acima), que registrou tudo. O empresário e a médica estavam na Colômbia de férias e o passeio de paraquedas no arquipélago de San Andrés fazia parte da programação.


    Nas imagens do vídeo é possível ver a tempestade se aproximando, enquanto o casal já está no alto. José Lucas contou que, quanto mais o tempo se fechava, mais o casal balançava no ar e o barco também não estava estável. Os momentos seguintes foram de desespero e agonia, ele relata:


    "Vimos que o próprio guia que acompanha o piloto jogou uma âncora e parece que ela não estava aguentando. Nosso medo era de nos soltarmos. Enquanto estava balançando, pelo menos a gente estava grudado no barco. A gente não sabe se a corda rompeu ou se eles soltaram a gente de propósito para não virar o barco".


    Quando a corda se rompeu e os dois estavam soltos no ar, José Lucas puxou uma corda de segurança, que fecha o equipamento e o impede de voar. 


    Durante a queda, o empresário conta que ele e a esposa foram levados em direção à cidade, onde havia uma contenção de pedras. Contudo, eles conseguiram parar o equipamento antes.


    Ao caírem na água, um homem, que chegou em uma moto aquática os ajudou. Mas, segundo ele, a empresa responsável pelo passeio não prestou ajuda e não restituiu o valor pago. "Deram só uma água", disse.


    O casal teve algumas escoriações e também ficou com dor no pescoço. Eles voltam para o Brasil neste domingo (31) e passarão por exames mais aprofundados.


    "Estamos bem. Graças a Deus foi apenas um susto. Ainda estamos com algumas dores no pescoço, mas acredito que vai passar ao longo da semana", disse o empresário, que brincou: "vamos para a próxima, mas não tão radical assim.


    https://tododia

    Casal de brasileiros cai de paraquedas no mar após corda se romper na Colômbia

    O casal do ES estava comemorando o casamento no país, mas acabou vivendo momentos de medo


       


    O empresário José Lucas Moulaes Figueiredo, de 29 anos, e a médica Amanda Cavalcante Lozer, de 25, viveram momentos de medo durante uma viagem para a Colômbia. Na última quinta-feira (28), o casal, que é do Espírito Santo e atualmente mora em Campinas, São Paulo, fazia um passeio de paraquedas, rebocado por uma lancha, quando uma tempestade se aproximou e a corda do equipamento se rompeu, fazendo com que eles caíssem no mar.


    Todo acidente foi gravado por José Lucas (veja acima), que registrou tudo. O empresário e a médica estavam na Colômbia de férias e o passeio de paraquedas no arquipélago de San Andrés fazia parte da programação.


    Nas imagens do vídeo é possível ver a tempestade se aproximando, enquanto o casal já está no alto. José Lucas contou que, quanto mais o tempo se fechava, mais o casal balançava no ar e o barco também não estava estável. Os momentos seguintes foram de desespero e agonia, ele relata:


    "Vimos que o próprio guia que acompanha o piloto jogou uma âncora e parece que ela não estava aguentando. Nosso medo era de nos soltarmos. Enquanto estava balançando, pelo menos a gente estava grudado no barco. A gente não sabe se a corda rompeu ou se eles soltaram a gente de propósito para não virar o barco".


    Quando a corda se rompeu e os dois estavam soltos no ar, José Lucas puxou uma corda de segurança, que fecha o equipamento e o impede de voar. 


    Durante a queda, o empresário conta que ele e a esposa foram levados em direção à cidade, onde havia uma contenção de pedras. Contudo, eles conseguiram parar o equipamento antes.


    Ao caírem na água, um homem, que chegou em uma moto aquática os ajudou. Mas, segundo ele, a empresa responsável pelo passeio não prestou ajuda e não restituiu o valor pago. "Deram só uma água", disse.


    O casal teve algumas escoriações e também ficou com dor no pescoço. Eles voltam para o Brasil neste domingo (31) e passarão por exames mais aprofundados.


    "Estamos bem. Graças a Deus foi apenas um susto. Ainda estamos com algumas dores no pescoço, mas acredito que vai passar ao longo da semana", disse o empresário, que brincou: "vamos para a próxima, mas não tão radical assim.


    https://tododia

    Comentários
    0 Comentários

    Nenhum comentário

    Redação Email:grupoksfilmes@gmail.com Contato/ DDD 077 9 9117-0827